EnglishPortuguese
ico-desce.png

EMISFERA – Ferramentas de Cálculo e Análise de Emissões de Gases de Efeito Estufa

Subsídios para abordagem das Mudanças Climáticas no contexto da sustentabilidade empresarial

 

As mudanças climáticas globais estão entre as maiores ameaças enfrentadas pela humanidade, envolvendo governos, cidadãos e empresas. A mitigação dos impactos das empresas nessas mudanças está sendo considerada pela sociedade como uma obrigação, e não mais uma ação voluntária. E que, para se concretizar, necessita de métricas e instrumentos de acompanhamento apropriados.

A classificação internacional de emissões corporativas se baseia na divisão em três escopos:

  • Escopo 1: emissões diretas, em sua maioria resultantes da queima de combustíveis fósseis em fontes fixas (centrais termelétricas) e móveis (frota de veículos);
  • Escopo 2: emissões indiretas, decorrentes do consumo de eletricidade e de perdas em transmissão e distribuição;
  • Escopo 3: outras emissões indiretas, como viagens aéreas e transporte diário de colaboradores ao local de trabalho.

 

Figura 1 – Emissões empresariais de GEE e seus escopos

Desde 2008, o Cepel atua no desenvolvimento de ferramentas e na definição das metodologias utilizadas para contabilizar emissões de gases de efeito estufa. Esse conjunto de ferramentas, o EMISFERA, dá suporte à elaboração dos Inventários de Emissões de GEE corporativos e a outras finalidades.

O EMISFERA realiza o cálculo das emissões corporativas de gases de efeito estufa (GEE), como CO2, CH4, N2O, SF6, PFCs e HCFCs, e de gases controlados pelo Protocolo de Montreal, bem como o acompanhamento do cumprimento das metas de redução de emissão e de consumo de combustíveis e energia para empresas do setor elétrico. As principais ferramentas do EMISFERA são:

  • Ferramenta de Coleta e Análise (FCA), para importação dos dados do Sistema IGS, análise de consistência de dados (sistema de bandeiras) e pré-processamento para cálculo das emissões;
  • Ferramenta de Cálculo de Emissões (FCE), para cálculo das emissões e apresentação dos resultados de forma integral e/ou resumida; e
  • Ferramenta de Estimativa de Emissões em Atividades de Uso do Solo (FUS).

Essas ferramentas se integram ao sistema IGS (também desenvolvido pelo Cepel), facilitando a importação de dados de entrada e a exportação de resultados. Contam, também, com funcionalidades de geração de relatórios voltados às necessidades das empresas.

Os relatórios de saídas de resultados gerados automaticamente pelas ferramentas foram desenvolvidos para atender a diversas solicitações do mercado, como CDP (Carbon Disclousure Program), ISE BOVESPA (Índice de Sustentabilidade Empresarial), DJSI (Down Jones Sustainablity Index), além de subsidiarem a elaboração de inventários de emissões de gases de efeito estufa e relatórios de sustentabilidade das empresas.

Figura 2 – Elaboração do Inventário de Emissões de GEE utilizando o Emisfera

Segurança que vem com a maturidade

O EMISFERA vem sendo sistematicamente revisado e validado ao longo do tempo. Essa maturidade oferece segurança às empresas para a elaboração de seus inventários de emissões de gases de efeito estufa, e assegura que o EMISFERA esteja devidamente preparado para ser submetido a processos de verificação por terceira parte (auditoria externa). As ferramentas são mantidas no estado da arte em monitoramento de emissões corporativas e em relação às possíveis mudanças em parâmetros de entrada e fatores de emissão.

E-mail institucional

emisfera@cepel.br

Palavras-Chave

Emisfera, Mudanças Climáticas; Emissões de Gases de Efeito Estufa; Sustentabilidade Empresarial.

Faça sua pesquisa

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Filter by Categories
Sem categoria
Skip to content