• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Cepel acompanha workshops sobre impactos ambientais em empreendimentos eólicos

Detalhe: Notícias

Cepel acompanha workshops sobre impactos ambientais em empreendimentos eólicos

05-08-2019

 

Em julho, o Cepel participou de dois eventos que discutiram impactos ambientais em empreendimentos eólicos. O primeiro foi o Workshop Internacional sobre Avaliação de Impactos Ambientais de Complexos Eólicos Offshore, promovido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (Ibama), em parceria com a Iniciativa de Apoio aos Diálogos Setoriais EU-Brasil, na sede do instituto, em Brasília (DF). O objetivo do encontro foi receber contribuições de especialistas do Brasil e da Europa para o aprimoramento técnico do Licenciamento Ambiental Federal de Complexos Eólicos Offshore, tipo de fonte que começa a despontar no país. Atualmente, há quatro projetos de eólicas offshore para licenciamento em curso no instituto.

 


O workshop contou também com a participação do presidente do Ibama, Eduardo Bim, da gerente de Programa da Delegação da União Europeia no Brasil, Lise Pate, do presidente da Empresa de Pesquisa Energética, Thiago Barral, de representantes do Ministério de Minas e Energia, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e União Europeia no Brasil, dentre outras autoridades e executivos.

 


O segundo evento foi o, WIBIS Brasil 2019, que aconteceu em São Paulo e faz parte do ciclo de conferências WIBIS (Wind and Biodiversity). Esta edição foi dedicada a temas essenciais para o desenvolvimento eólico sustentável no Brasil, como questões técnico-metodológicas para o monitoramento da biodiversidade, impactos socioeconômicos das usinas eólicas e compartilhamento de benefícios.
O Ibama e órgãos ambientais estaduais do Rio Grande do Norte e Bahia, empresas, como ENEL e Voltália, e consultorias ambientais do Brasil, Portugal e do IFC (International Finance Corporation) também estiveram presentes no WIBIS Brasil 2019.

 


Sobre a participação do Cepel no Workshop Internacional sobre Avaliação de Impactos Ambientais de Complexos Eólicos Offshore, a pesquisadora Marcelle Tavares Marques da Silva comenta:

 


“Foi importante o Cepel enviar representantes ao workshop em função da participação de vários setores nesta etapa de criação de normativas e adequação do processo: governo, instituições, setor privado, indústria e academia. Existe espaço para que o Cepel, com sua trajetória e conhecimento acumulado, venha a preencher uma lacuna na área”, afirma.

 


Katia Garcia, representante do Cepel no WIBIS Brasil 2019, afirmou: “Foi uma excelente oportunidade de aprendizado e troca de experiências que ajudarão a aprimorar os desenvolvimentos metodológicos dos projetos do DEA (Departamento de Otimização Energética e Meio Ambiente) que tratam diretamente das questões socioambientais na geração eólica, como o Projeto IGS e o Projeto AAExp”.

 


O Centro tem atuação consolidada no setor eólico por meio de várias atividades, como a elaboração do Atlas Eólico, estimativa de produção energética de parques eólicos, cursos e treinamentos, avaliação de projetos e prospecção de sítios eólicos, entre outras. Também desenvolve projeto sobre previsão de ventos e sobre impactos socioambientais da geração eólica e sua aceitação social. No que diz respeito à geração eólica offshore, um campo de estudos ainda novo no Brasil, o Cepel desenvolve projeto para seleção de sítios para conexão de projetos desta natureza ao Sistema Interligado Nacional, em parceria com a Petrobras.