• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Cepel investe na gestão do conhecimento

Detalhes: Notícias

Cepel investe na gestão do conhecimento

30-08-2019

A rapidez dos avanços tecnológicos requer a disseminação e o compartilhamento de informações para uma gestão do conhecimento mais eficiente e inovadora. Neste cenário, o Cepel vem investindo cada vez mais na integração entre suas equipes técnicas, visando não só à multidisciplinaridade, como também a geração de novas oportunidades diante dos inúmeros desafios relacionados à transição energética por que passa o mundo e, mais especificamente, o Brasil.

 


Uma destas iniciativas é a série de workshops internos, que, a cada mês, traz um assunto da atualidade, alternando temas da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e da Diretoria de Laboratórios e Pesquisa Experimental do Centro. Até o momento, já aconteceram três encontros, contando com número significativo de participantes e rico debate técnico.

 


Planejamento Energético foi o tema do primeiro workshop, realizado em junho. Em sua apresentação, a pesquisadora Maria Luiza Viana Lisboa abordou a importância do planejamento da expansão de sistemas energéticos para o Brasil, tendo em vista as projeções de crescimento de consumo de energia no país, os montantes de investimentos necessários para atender a este consumo e os impactos socioambientais provocados pela implantação e operação destes sistemas energéticos. A pesquisadora destacou dois desenvolvimentos do Cepel para estudos em planejamento da expansão do sistema energético brasileiro: os programas computacionais MELP e MATRIZ.

 

 

Em seguida, foi realizado o workshop “Laboratórios de Alta Tensão do Cepel – histórico de ensaios para os sistemas de transmissão em corrente contínua no Brasil”, em que o pesquisador José Antonio Cardoso apresentou desde as atividades do Centro para o sistema de Furnas de transmissão em corrente continua ± 600 kV da energia de Itaipu, pioneiro no Brasil nesta tecnologia, até projetos mais recentes. O pesquisador também fez alusão aos ensaios realizados para o projeto em ± 600 kV do Rio Madeira, assim como as diversas atividades de laboratório para os projetos de ± 800 kVcc do Xingu, realizadas entre 2015 e 2017, e que se enquadram na classe de Ultra-Alta Tensão.

 


Já o mais recente workshop, apresentado pelo pesquisador José Geraldo de Melo Furtado em agosto, versou sobre armazenamento energético, mostrando que as tecnologias e os sistemas de armazenamento têm sido objetos de crescente interesse na esteira da intensificação da participação das fontes renováveis e intermitentes, em especial solar e eólica, na matriz elétrica mundial, bem como do crescimento dos projetos e empreendimentos que exploram tecnologias de microrredes e smart grid, além da ampliação do mercado de mobilidade elétrica. Dentre outros tópicos, o pesquisador elencou as principais tecnologias e sistemas de armazenamento energético, com destaque para baterias e tecnologias do hidrogênio, e aplicações e serviços que podem ser disponibilizados a partir do armazenamento energético, abordando, ainda, os principais desenvolvimentos e projetos neste campo no Cepel.