• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Nova funcionalidade do programa computacional ANAFAS, voltada à geração de arquivos para testes de relés, é apresentada em treinamento do Cepel

Detalhes: Notícias

Nova funcionalidade do programa computacional ANAFAS, voltada à geração de arquivos para testes de relés, é apresentada em treinamento do Cepel

04-11-2019

O Cepel promoveu, entre 22 e 24 de outubro, mais uma edição do treinamento no programa computacional ANAFAS, utilizado para cálculo de curtos-circuitos na rede elétrica. Dentre outros recursos, o programa possibilita a execução automática de grande número de faltas, o estudo automático de superação de disjuntores, o cálculo automático da evolução dos níveis de curto, o seccionamento de linhas e o cálculo de equivalentes de rede com margem de erro definida. Em sua mais recente versão, ainda não liberada oficialmente, o ANAFAS traz uma nova funcionalidade: a possibilidade de geração de arquivos para teste de relés em formato COMTRADE.

 

“O recurso de gravação de faltas em formato COMTRADE será útil para testes de ajustes e comissionamento de relés. A implementação contou com orientações de nossos colegas de Furnas. Acreditamos que a proximidade com os usuários do programa é de suma importância para o projeto”, avalia o pesquisador Juan Rossi, um dos instrutores do curso.

 

O pesquisador Sergio Porto, gerente do projeto ANAFAS e também instrutor do curso, destaca que ficou muito satisfeito com relação à representatividade de participantes. “Tivemos desde estagiários de Furnas, Eletrobras e do próprio Cepel, até engenheiros mais experientes de diversas empresas, atuando em diferentes áreas, como geração eólica,  geração solar fotovoltaica e distribuição. Participaram também engenheiros de empresas mais tradicionais de  geração e transmissão,  inclusive do Grupo Eletrobras, da EPE e do ONS,  que elaboram bases de dados de curto-circuito compatíveis com o programa ANAFAS:  o ONS atuando num horizonte de médio prazo, até cinco anos à frente, e a EPE, em um horizonte de planejamento de até 10 anos à frente”, ressalta. 

 

Atualmente, 208 empresas possuem licença comercial do ANAFAS, sendo seis delas no exterior. Além disso, 156 instituições de ensino detêm a licença acadêmica do programa, três delas no exterior.