• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Workshop no Cepel abordou valoração de serviços de mudanças climáticas fornecidos por hidroelétricas

Detalhes: Notícias

Workshop no Cepel abordou valoração de serviços de mudanças climáticas fornecidos por hidroelétricas

20-12-2019

O Cepel sediou, entre 3 e 5 de dezembro, o workshop Serviços Fornecidos por Hidroelétrica: Adaptação e Resiliência e Valoração de Serviços de Mudanças Climáticas. O evento foi organizado conjuntamente pelos grupos de trabalho “Hydropower and Environment” (Annex XII) e “Valuing Hydropower Services” (Annex IX), do Programa de Cooperação Tecnológica em Hidroeletricidade (IEAHYDRO) da Agência Internacional de Energia (AIE).

 

O Annex IX ocupa-se da valoração de serviços fornecidos por hidroelétricas, além da geração de energia, e sua coordenação é feita pela Noruega, por meio do centro de pesquisa Sintef. Já o Annex XII ocupa-se da interface Hidroelétricas e Meio Ambiente, relevantes questões para a indústria hidroelétrica, e sua coordenação é realizada pelo Brasil, por meio do Cepel. Os dois GTs estão iniciando atividades conjuntas para 2020-2021 no tema do workshop, abrangendo a formulação de novas metodologias para avaliar a valoração dos níveis de adaptação e resiliência a mudanças climáticas que projetos hidrelétricos promovem em suas bacias no que diz respeito a controle de cheias e mitigação de secas.

 

A organização do workshop contou com a participação do representante do Brasil no Comitê Executivo do IEAHYDRO, Albert C. G. de Melo (pesquisador do Cepel), dos coordenadores do Annex IX, Atle Harby (pesquisador do Sintef), e do Annex XII, Jorge Damázio (pesquisador do Cepel), do secretário do IEAHYDRO, Niels Nielsen e da pesquisadora do Cepel Fernanda S. Costa.

 

A sessão inicial do evento abrangeu apresentações sobre gestão da água nas hidrelétricas brasileiras, operação de controle de enchentes e secas no Sistema Interligado Brasileiro, e gerenciamento de água e energia hídrica nos EUA, realizadas, respectivamente, pelo coordenador de Acompanhamento de Reservatórios e Sistemas Hídricos da Agência Nacional das Águas, Antonio Borges de Lima; pelo técnico do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) Paulo Diniz; e pela pesquisadora do Pacific Northwest National Laboratory Nathalie Voisin.

 

O segundo dia de workshop contou com apresentações, via vídeo link, sobre serviços hidrelétricos e mudanças climáticas, bem como sobre mitigação de inundações por hidrelétricas na Noruega, feitas, respectivamente pela representante da Associação Internacional de Hidroeletricidade, Maria Ubierna, e pelo professor da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia Anund Killingtveit. Neste dia, também foram realizadas apresentações presenciais sobre serviços hidrelétricos e mudanças climáticas, e sobre o projeto de pesquisa MudClima – abordagens para diminuir a distância entre modelos climáticos e a cadeia de modelos de otimização do Cepel para o planejamento da expansão e da operação energéticas, respectivamente, proferidas pelo professor da Coppe/UFRJ Jerson Kelman, ex-pesquisador do Cepel, ex-presidente da Agência Nacional das Águas (ANA) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e pela representante no grupo de trabalho do IEAHYDRO em Modelos de Gestão de Sistemas de Hidroelétricas em Cascata, pesquisadora do Cepel Maria Elvira Piñeiro Maceira.

 

Também participaram do evento o professor da Coppe/UFRJ Marco Aurelio dos Santos (Programa de Planejamento Energético); o consultor independente Carlos Moya; técnicos da área de meio ambiente da Eletrobras e do Cepel, além dos pesquisadores do Centro Jorge Damazio, Albert C. G. de Melo, Fernanda S. Costa, Igor P. Raupp, Priscilla D. S. Chan, Marcelle Tavares Marques da Silva e Daniela S. Kyrilos, e do representante da Noruega no Comitê Executivo do IEAHYDRO, Arnesen Fredrik (NVE), este via vídeo link.

 


Publicação de casos de estudo

 

No último dia do workshop, foi definido um plano de atividades visando à publicação de casos de estudos de serviços de hidroelétricas de adaptação e resiliência a mudanças climáticas referentes ao controle de cheias e mitigação de secas promovidos por projetos hidroelétricos em bacias hidrográficas de países membros do IEAHYDRO.