• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Cepel e Eletrosul realizam avaliação inédita na PCH João Borges

Notícias

Cepel e Eletrosul realizam avaliação inédita na PCH João Borges

06-09-2017

 
 

Com apoio técnico do Cepel, a Eletrosul realizou, em julho, avaliação das três unidades geradoras da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) João Borges, localizada na cidade de Lages, em Santa Catarina e com capacidade instalada total de 19MW. Para executar o procedimento, a Eletrosul adotou metodologia inédita, na empresa, ao utilizar duas filosofias distintas – métodos off-line e on-line – para fazer a medição das descargas parciais no equipamento. Fenômeno que compromete a operação dos geradores, as descargas parciais podem causar falha total do equipamento, ou seja, curto-circuito.

Cada uma das metodologias de medição apresenta vantagens e desvantagens e, na maioria das vezes, somente uma delas é adotada, em razão do tempo disponível, bem como dos acessórios e equipamentos necessários para a realização de cada ensaio. Enquanto na medição on-line é necessária, por exemplo, a instalação permanente de sensores, na off-line é preciso dispor de uma fonte externa de alta tensão.

Na medição on-line é possível obter informações da máquina em plena operação. Com isso se pode observar a influência da vibração do conjunto turbina-gerador, bem como da temperatura que varia conforme a carga.

Já a medição off-line permite diagnosticar todo o enrolamento estatórico, que nessa condição está sob 100% da tensão nominal.

Além disso, pode-se observar a influência da tensão aplicada, determinando os pontos conhecidos na norma como tensão de incepção e tensão de extinção das descargas parciais. Esses valores apontam a qualidade do isolamento elétrico.

Vale ressaltar a parceria mantida entre a Eletrosul e o Cepel, na qual o centro vem apoiando e realizando serviços técnicos especializados para avaliação das unidades geradoras da empresa. Outro fato importante está relacionado ao sistema de medição utilizado, o software IMA-DP (Instrumentação para Monitoramento e Análise de Descargas Parciais) desenvolvido pelo Cepel, e os acessórios que viabilizam a aquisição dos sinais.

Todos eles foram produzidos no Brasil, com destaque para os acopladores capacitivos que, através de uma cooperação pioneira, foram produzidos pela Insight Energy sob consultoria do Cepel.


 

Foi realizada, também, a medição do fator de dissipação do isolamento elétrico de cada uma das fases elétricas das três unidades geradoras, conhecido também como tangente delta. Para tanto, foi utilizado o programa IMA-CTD (Instrumentação para Monitoramento e Análise de Capacitância e Tangente Delta), também desenvolvido pelo Cepel.

"Nós que vivemos e 'respiramos' o mundo das descargas parciais sabemos da importância de uma atividade como esta, ainda mais tendo a capacidade de produzir e dominar toda a cadeia de medição, desde o sensor até o sistema de medição. Os produtos desenvolvidos pelo Cepel e utilizados nessa campanha, o IMA-DP e o IMA-CTD, são a nossa melhor resposta à sociedade pelo investimento feito no centro de pesquisas", afirma Hélio Amorim, pesquisador do Departamento de Linhas de Transmissão e Equipamentos (DLE) do Cepel e gerente do projeto.

 

Além de Hélio Amorim, participaram da avaliação dos geradores elétricos da PCH João Borges, o pesquisador Thiago Baptista, do Cepel; os engenheiros Rafael Ferreira e Paulo Cesar, da Eletrosul e Silvio Fagundes pela Insight Energy. Dando prosseguimento a essa parceria, já estão programadas para outubro as avaliações da PCH Barra do Chapéu e da hidrelétrica São Domingos, ambas de propriedade da Eletrosul.