• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Cepel participa de encontro sobre equidade de gênero, raça e diversidade do MME

Notícias

Cepel participa de encontro sobre equidade de gênero, raça e diversidade do MME

05-12-2018

O Cepel, a convite do Ministério de Minas e Energia, participou da 36ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) do Comitê Permanente para Questões de Gênero, Raça e Diversidade (Cogemmev) do MME e Entidades Vinculadas. O evento foi realizado, nos dias 28 e 29 de novembro, na sede da Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (PR).

 

A Assembleia contou com a participação das empresas membros do Comitê, que discutiram vários temas, buscando propor aos Setores Elétrico, Energético e Mineral novas soluções para a inclusão da política de diversidade de gênero e raça, fortalecendo a colaboração entre as entidades vinculadas ao MME nessa temática.

 

“Foram elencados os indicadores que farão parte do Plano de Ação do Planejamento Estratégico 2019-2022, que ainda está sendo formatado, e contribuirá para a eficiência do processo de construção de ações e maior efetividade nos resultados em busca de uma sociedade mais diversa, inclusiva e justa, além de maior articulação e integração entre os Comitês das Entidades Vinculadas”, assinalou Lidia Maria Franca Silva, coordenadora do Comitê Interno de Gênero e Raça do Cepel, ressaltando que isso possibilitará o compartilhamento das melhores práticas de promoção da equidade de gênero, raça e diversidade nas atividades organizacionais.

 

De acordo com Lidia, uma programação bem diversificada movimentou o encontro. O destaque ficou para a palestra de abertura ‘Viver em paz é viver sem medo, diálogos pela vida’, ministrada pelo juiz de Direito Ariel Nicolai, do Juizado de Violência Doméstica contra a Mulher de Foz do Iguaçu. Além de abordar o trabalho no combate e prevenção à violência doméstica, o magistrado traçou um panorama sobre a violência de gênero no país, mencionando mudanças na legislação brasileira.

As oficinas foram bastante dinâmicas, com apresentações de iniciativas de sucesso realizadas nas empresas, a exemplo da cartilha “Pais que cuidam”, da Eletronuclear, que enumera nove atitudes que fazem a diferença no início da vida de um filho, e do projeto conjunto da Eletrosul e da ONG Inspiring Girls, que visa inspirar meninas estudantes entre 10 e 15 anos por meio do contato com mulheres inseridas no mercado de trabalho.

 

Sobre o Cogemmev

Criado há cerca de 15 anos, o Comitê tem como objetivo estimular o debate e a implantação de projetos e ações em consonância com as legislações nacionais e compromissos específicos internacionais, como Plano Nacional de Política para as Mulheres (PNPM), os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Pacto Global da ONU, que tratam de políticas para as mulheres, questões de gênero, raça e diversidade. Além disso, busca contribuir para o desenvolvimento sustentável do país com responsabilidade social, por meio da proposição de políticas para as mulheres e diretrizes de equidade de gênero e raça no setor eletroenergético e mineral.