• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Guia de iluminação orientará utilização de luminárias e lâmpadas LED

Notícias

Guia de iluminação orientará utilização de luminárias e lâmpadas LED

28-08-2017



  Profissionais das Empresas Eletrobras e todos aqueles que atuam na área de iluminação    poderão contar com um valioso apoio na hora de especificar e adquirir lâmpadas e   luminárias LED. Até setembro estará disponível no site do Cepel a versão digital do “Guia    Orientativo de Iluminação com a Tecnologia LED”. Editada por equipes do Laboratório de   Iluminação do Departamento de Laboratórios do Fundão (DLF), e do Departamento de   Materiais, Eficiência Energética e Geração Complementar (DME) do Centro, a publicaçã o foi   elaborada pelo Cepel em parceria com o Procel. Em breve, será produzida, também, uma   versão impressa para ser distribuída a autoridades do setor e a instituições, como   universidades, empresas e bibliotecas.

  

O guia surgiu a partir de demandas do Grupo Temático de Eficiência Energética (GTE),   vinculado à Comissão de Política Tecnológica (CPT) da Eletrobras, em articulação com o   Comitê Integrado de Eficiência Energética do Sistema Eletrobras (CIEESE).

 Documento técnico, mas de fácil leitura, o guia foi editado com o intuito de auxiliar os   profissionais das Empresas Eletrobras e, consequentemente, do setor de iluminação em   geral, a desenvolver projetos com tecnologia LED. A publicação reúne informações como os   principais conceitos relacionados a essa tecnologia. Seu objetivo é contribuir para execução  de novos projetos de iluminação e retrofits, auxiliar profissionais na aquisição de produtos   como lâmpadas e luminárias, orientar na análise técnico-econômica de produtos e no   descarte correto de materiais.

 

 “Esse guia atende a uma demanda, que surgiu com o advento da iluminação a LED no  Brasil. Existia interesse das Empresas Eletrobras em relação a todas as vantagens oferecidas pelo LED, cuja chegada ao mercado resultou em uma mudança de paradigma. Na verdade, a preocupação não era apenas em passar a adquirir produtos com tecnologia LED.

Queríamos nos aprofundar, pensar na especificação dos produtos, que é um dos assuntos contemplados pelo guia”, explicou a gerente do Laboratório de Iluminação do Cepel, Alessandra da Costa Barbosa.

 

 

 

A Diretoria Executiva da Eletrobras divulgou, dia 24 de julho, resolução aprovando a utilização do guia como documento base para criação de normas internas para cada uma das Empresas Eletrobras. O objetivo é orientar aquisições e especificações de equipamentos e dispositivos de iluminação interna e externa.

 

Publicação trata de iluminação de ambientes internos e externos

 

O “Guia Orientativo de Iluminação com a Tecnologia LED” está estruturado em duas partes. A primeira delas trata da iluminação de ambientes internos e traz uma série de informações relacionadas às lâmpadas LED. É dividida em quatro capítulos, que abordam temas como tecnologia, critérios de regulamentação, substituição dos sistemas de iluminação existentes por sistemas a LED (retrofit), além de apresentar recomendações, tabelas e um glossário.

 

Já a segunda parte trata dos ambientes externos e destaca a iluminação pública de vias, de estacionamentos e de parques. As informações estão distribuídas em oito capítulos, que versam sobre assuntos como normas técnicas e realização de ensaios, especificação de luminárias de exteriores e elaboração de projeto de eficiência energética em iluminação externa. Traz ainda temas como sistemas de tele gestão e descarte de lâmpadas e luminárias, tanto dos produtos a LED como daqueles, com outras tecnologias, que estão sendo substituídos.

 

A cerimônia de lançamento do guia contou com as presenças do diretor-geral do Cepel, Marcio Szechtman; do diretor de Laboratórios e Pesquisa Experimental, Alcêo Mendes de Souza Jr.; do coordenador-geral da Diretoria de Geração da Eletrobras, Renato Soares Sacramento; do assistente da Diretoria de Geração da Eletrobras, Walter Alves de Brito Filho; do gerente do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), Marcel Siqueira; do chefe do Departamento de Laboratórios do Fundão (DLF), Mauricio Barreto Lisboa; do chefe do Departamento de Materiais, Eficiência Energética e Geração Complementar (DME), Ary Vaz Pinto Jr., e da gerente do Laboratório de Iluminação do Cepel, Alessandra Barbosa, entre outros.


Workshop discute tecnologia de iluminação LED

 

 

 

 

 

O “Guia Orientativo de Iluminação com a Tecnologia LED” foi lançado oficialmente durante o II Workshop de Iluminação a LED, promovido pelo Cepel, nos dias 29 e 30 de junho, em sua Unidade Fundão. O evento reuniu representantes da indústria, da área de pesquisa, de entidades do setor, de instituições de fomento, bem como de prefeituras e áreas de urbanismo de diferentes cidades brasileiras. Ao todo, cerca de 170 pessoas participaram do encontro.

 

A proposta do workshop foi criar um ambiente de discussão entre os diferentes segmentos e agentes do setor de iluminação. “O Laboratório de Iluminação do Cepel está em constante atualização e este evento é uma forma de disseminar o conhecimento gerado nessa área”, explicou Alessandra Barbosa, ao lembrar que a primeira edição do workshop foi realizada no ano de 2012.

 

 

 

 

 

A difusão de conhecimento sobre luminárias e lâmpadas LED vem acompanhando as mudanças nas linhas de pesquisa do Cepel no segmento de iluminação. “Em consonância com o Procel, o Cepel tomou a decisão de iniciar os estudos com iluminação LED, em junho de 2011, e de reduzir sua atuação com lâmpadas fluorescentes compactas, já que na época outros laboratórios já tinham condição de atender ao Programa Brasileiro de Etiquetagem e ao Selo Procel na área de iluminação”, recordou o chefe do DME, Ary Vaz Pinto Jr.

 

 

Para fazer frente às atividades relacionadas à tecnologia LED, o Cepel modernizou seu Laboratório de Iluminação, localizado na Unidade Fundão. Desde 2011, foram investidos cerca de R$ 2 milhões na realização de reformas e na aquisição de equipamentos. “O investimento ao longo desses últimos anos em infraestrutura, a forte atuação na elaboração de normas e regulamentos e o desenvolvimento de pesquisas experimentais, têm sido as principais contribuições do Cepel para o desenvolvimento do setor de iluminação”, destacou o chefe do DLF, Mauricio Lisboa.

 

Nos dois dias de programação do evento foram apresentadas palestras técnicas por pesquisadores e técnicos do Cepel; e representantes de fabricantes, de entidades setoriais, como a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux); de órgãos de fomento, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel); bem como do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

 

 

 

No segundo e último dia do workshop, além das apresentações, foi realizada visita técnica ao Laboratório de Iluminação do Cepel, onde os participantes puderam conhecer a infraestrutura existente e saber um pouco mais sobre os ensaios realizados.