O Cepel realizou, no dia 5 de janeiro de 2022, via plataforma MS Teams, o webinar intitulado Principais Técnicas de Ensaios Não Destrutivos Aplicadas no Setor Elétrico Nacional. O evento foi apresentado pelo pesquisador Wagner Ferreira Lima e contou com moderação da pesquisadora Heloisa Furtado. Também participaram o pesquisador Josélio Buarque e a técnica Roberta Santana, integrantes da equipe do novo Projeto Institucional INTEGRATIVOS.

Iniciando as exposições,  Wagner Lima introduziu as motivações para a realização de ensaios em equipamentos sob o ponto de vista mecânico e de materiais: mensurar as propriedades mecânicas dos materiais (Ensaios de Propriedades Mecânicas) e identificar pontos críticos que possam causar falhas (Ensaios Não Destrutivos). Na sequência, foram apresentados os conceitos que diferenciam as Descontinuidades de Defeitos em estruturas.

Durante a apresentação, Wagner destacou o objetivo do webinar: “Iremos apresentar as técnicas de Ensaios Não Destrutivos que são mais aplicadas na avaliação de integridade de componentes do setor elétrico nacional, destacando suas vantagens e limitações, sem a pretensão de formar profissionais qualificados em exercer as atividades que serão mencionadas neste evento.” As técnicas abordadas pelo pesquisador foram Inspeção Visual, Líquido Penetrante, Partículas Magnéticas, Ultrassom, Radiografia e Réplica Metalográfica.

Resumidamente, a Inspeção Visual é o primeiro recurso utilizado para avaliar estruturas, indicando mecanismos de falhas, auxiliando o controle de qualidade nos processos de fabricação, entre outros. Líquidos Penetrantes (LP) e Partículas Magnéticas (PM) são técnicas para identificar descontinuidades presentes na região da superfície de equipamentos, sendo que LP identifica somente trincas desobstruídas na superfície e as PM são aplicada somente em materiais ferromagnéticos. As técnicas de Ultrassom (US) e Radiografia (RX) são utilizadas quando há a necessidade de inspecionar o interior dos materiais, sendo que ambas as técnicas exigem um elevado grau de conhecimento pelos inspetores e, para a RX, medidas de segurança extremas, além de outros fatores importantes. A Réplica Metalográfica é uma técnica que possibilita analisar e registrar a microestrutura de materiais metálicos sem a necessidade de coletar amostras em uma estrutura, com elevada confiabilidade, mas também exige um alto grau de conhecimento e habilidade dos inspetores. Wagner Lima destacou que o Cepel possui um  importante papel na avaliação de integridade de componentes do setor elétrico, inspeções e perícias técnicas. A equipe de Metalurgia do Centro possui mais de 30 anos de experiência na área.

Ao final, o pesquisador mencionou que existem outras técnicas que também são utilizadas no setor elétrico, como a Termografia e a Emissão Acústica, mas que, por limitação do tempo, não seriam abordadas nesse evento.

Clique aqui para assistir ao webinar na íntegra.