EnglishPortuguese
ico-desce.png

Os Laboratórios de Alta Tensão do Cepel contam com um complexo de instalações para a realização de ensaios dielétricos com solicitações em tensão alternada, tensão contínua ou de impulso, que cobrem necessidades para ensaios em equipamentos para sistemas de classe de distribuição até transmissão em níveis iguais ou superiores a 800 kV, sendo estes em níveis mais elevados de tensão realizados no Laboratório de Ultra Alta Tensão

São instalações com capacidades únicas na América do Sul, que fazem parte da infraestrutura laboratorial do Centro localizada em Adrianópolis, no município de Nova Iguaçu – RJ.

Os diversos ensaios realizados nos Laboratórios de Alta Tensão do Cepel atendem a demandas de fabricantes de equipamentos, de agentes do setor elétrico brasileiro e de outros países, principalmente da América do Sul, e de instituições de pesquisa na parte experimental de projetos realizados pelo próprio Centro. Tais ensaios avaliam o desempenho dielétrico de equipamentos, estruturas e dispositivos sob condições normais ou anormais de operação, como descargas atmosféricas ou manobras devidas ou indevidas, dentre outros eventos que podem ocorrer em serviço.

Os resultados fornecem subsídios para aperfeiçoamento de projetos e processos de fabricação de equipamentos e para melhorias na sua qualidade. Isto gera progressos na indústria de equipamentos elétricos de alta tensão e aumenta a sua competitividade, além de contribuir para a confiabilidade do sistema elétrico, gerando benefícios para toda a sociedade.

Suas principais áreas de atuação são:

•    Ensaios dielétricos a seco, sob chuva e sob poluição em equipamentos para sistemas elétricos classes alta tensão (AT), extra alta tensão (EAT) e ultra alta tensão (UAT)

Ao todo são cinco instalações dedicadas a Alta Tensão localizadas no complexo de Laboratórios do Cepel, em Adrianópolis:

  1. i) uma instalação dedicada a ensaios dielétricos a seco, mais apropriada para ensaios em níveis de tensão de distribuição;
  2. ii) outra para ensaios tanto a seco quanto sob chuva para ensaios em níveis de subtransmissão e transmissão;

iii) uma mais dedicada a ensaios sob poluição;

  1. iv) uma dedicada a calibração de sistemas de medição em alta tensão, e
  2. v) uma instalação única no país destinada a ensaios em ultra alta tensão. Pelas dimensões e níveis de tensão requeridos, esta última é uma instalação laboratorial construída ao tempo. Todas as outras são instalações abrigadas com condições internas controladas tanto de temperatura e umidade quanto de interferências eletromagnéticas.

Dentre outros equipamentos, as instalações laboratoriais de AT do Cepel contam com fontes de tensão em corrente alternada (CA), em corrente contínua (CC), geradores de impulso para impulso atmosférico pleno e cortado, impulso de manobra e impulso para ensaios de perfuração de isoladores, estrutura de chuva, sistema de poluição artificial, capacitores padrões isolados a SF6 e respectivos sistemas de medição.

Os principais ensaios realizados nestas instalações de alta tensão do Cepel são:

  • Ensaio de medição de capacitância e fator de dissipação (tangente δ) do isolamento;
  • Ensaio de medição de tensão de radiointerferência;
  • Ensaio de medição de descargas parciais;
  • Ensaio de tensão suportável à frequência industrial (60 Hz), a seco;
  • Ensaio de tensão suportável à frequência industrial (60 Hz), sob chuva;
  • Ensaio de impulso atmosférico (pleno, cortado na frente e cortado na calda);
  • Ensaio de impulso de manobra;
  • Ensaio de tensões combinadas (BIAS);
  • Ensaio de tensão de perfuração;
  • Ensaio de medição de resposta em frequência;
  • Ensaios de verificação ou determinação da suportabilidade de isolamento;
  • Ensaios de verificação ou determinação da suportabilidade de isolamento com envelhecimento acelerado em componentes poliméricos;
  • Ensaios de verificação ou determinação da suportabilidade de isolamento submetido à névoa artificial, e
  • Calibração.
  •  

Ensaio de suportabilidade dielétrica sob chuva artificial

Capacidades

Os Laboratórios de Alta Tensão operam desde as faixas de tensão classe de distribuição até os níveis únicos de ultra alta tensão em corrente contínua já utilizados no Brasil e em corrente alternada ainda em fase de pesquisa para serem utilizados em transmissão no país. Conheça mais detalhes destas capacidades em alta tensão e ultra alta tensão

em cada tipo de ensaio, nas condições a seco, sob chuva e em ambiente de poluição artificial, para alta tensão, e ao tempo, para ultra alta tensão:

Alta Tensão CA

  • A seco: 900 kV/2 A
  • Sob Chuva: 900 kV/2 A
  • Sob Poluição: 750 kV

Alta Tensão CC

  • A seco: 1 MV/1 A
  • Sob Chuva: 1 MV/1 A
  • Sob Poluição: ±600 kV

Alta Tensão Impulso

  • Atmosférico: 2,5 MV
  • Manobra: 1,6 MV

Ultra Alta Tensão CA

  • Trifásico: 750 kV/1 A
  • Monofásico: 2250 kV/1 A

Ultra Alta Tensão CC

  • Bipolar: 1000 kV/50 mA
  • Monopolar: 1600 kV

Ultra Alta Tensão Impulso

  • Gerador com tensão nominal de 6,4 MV, 640 kJ

Para solicitar um ensaio, clique aqui.


Faça sua pesquisa

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Filter by Categories
Sem categoria

Avaliação coletiva

Avaliação Individual não participante

Avaliação individual

Skip to content